Um poema pra Kali em berlim

Existir nesse mundo é só um sonho, um processo quase anti-natural, se não fosse a coisa mais natural desse mundo.

Mas cansa, mesmo que a vida seja paradisíaca e boa. Viver nesse mundo não é nossa casa.

Existimos aqui por causa do desejo E depois por causa do karma e mais desejo. Mas nossa casa mesmo é algo além de qualquer desejo. De qualquer sonho.

Uma paz silenciosa inviolável que ironicamente continua presente apesar de tanto pensamento e emoções e memórias táteis ou sutis. Um nada luminoso do qual todo mundo tem saudade, principalmente quando vai ao shopping. "não lembro o quê vim comprar aqui”.

Dizem alguns Que devemos viver como desejamos E assim seremos felizes. Tudo bem. Vou fazendo o melhor que posso pra realizar meus sonhos. Não vejo nenhuma outra escolha saudável. E a Deusa me ajuda tanto. Mas Depois que senti um pequeno gosto Da devoção, Sei que só serei feliz mesmo quando Meu único desejo for moksha, liberdade. Dissolução.

Mas ainda desejo ter uma casa harmoniosa no campo, Que ainda não tive. Será que foi por causa da música? Plantar limão e algo mais. E ainda acho, iludida, que isso nos fará Mais felizes. Mesmo assim, praticamos cada vez mais Yoga, pois dizem que não tem liberdade sem disciplina. E espero praticar muito nessa casa que desejo Que tenha uma sala de meditação, Para esquecer dos meus desejos.

E desejo trabalhar para o amor Na Terra. Mesmo nobre, esse desejo De Dharma é só mais um desejo. Tomara que ele evolua.

Alguns desejos nos acompanham Há tanto tempo, E damos desjejum, almoço e jantar pra eles, há inúmeras vidas, que eles acham que são gente, querem nascer no mundo. Se manifestar. E a Fonte de tudo acha tudo tão engraçado Que realiza os desejos de seus devotos.

Mas o único desejo que a Fonte Mãe tem mesmo para seus filhos, Sejam ou não devotos, É que nosso único desejo alimentado E realizado Seja retornar à Ela. Ela quer que sejamos felizes de verdade, Além desse sonho-cinema. A única felicidade Está em lembrar Que eu sou o silêncio. E esquecer todo o resto. Sem imagem, pensamento, emoção ou memória.

Mas assim não seria possível experimentar O amor. como experimentar algo que se é? Deve ser por isso Que até o inferno É por causa do amor. Tivemos que sair do amor Para sentir. Sair do silêncio.

Isso tudo era pra falar Que a europa é super confortável materialmente, tem hoje em dia até vários supermercados orgânicos, muitas opções veganas, banheiras de água quente. Que bom que não tem tanta pobreza, Apesar de tudo. Tomara que possa um dia receber bem os imigrantes dos países que os ancestrais roubaram Pra hoje poderem ser ricos os jovens.

Mas o conforto espiritual da Índia caótica, que é um portal pro silêncio em meio a seja o que quer que seja, é inigualável.

Tomara que a Deusa deixe os portais do moksha-devoção Se abrirem pra mim também na casa de campo, No Brasil .

Saio da Europa como eles fizeram antes, À procura da Índia no Brasil.

E a Terra gira todo dia. E sei que de todos os planetas em que já vivi, agradeço à Terra pois nela encontrei o Gurú na forma da Amma.

E alguém além do Universo Me espera com toda a paciência De quem não tem tempo.

Jay Kali Ma

  • Facebook - Grey Circle
  • Google+ - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • YouTube

bhadrahealing@gmail.com

whatsapp: +491771451803