Quer ajudar?

Quer mesmo ajudar alguém? Não dê a sua opinião. Ame esse alguém do jeitinho que ela(e) é. Quer se ajudar? Se ame exatamente como você é. Tem um exercício ótimo da Loise Hay: olhe para seus próprios olhos no espelho e fale com carinho e firmeza: "Eu te amo e te aceito exatamente como você é." Se tiver a chance, olhe no olho de alguém que você quer bem e diga: "eu te amo e te aceito exatamente como você é"