O Desenho do Sol

(poema lembrança muito significativo pra mim):

"A menina pequena, sentada na mesa, olhava a folha em branco e as cores. - Pai, desenha o sol pra mim? - Desenha você. Você consegue. - Mas eu quero que você desenhe. - É impossível desenhar o sol, Lídia. O sol é uma explosão. Se a gente chega perto do sol, a gente explode. Ninguém vê o sol como ele é. No sol é tudo na velocidade da luz, mais rápido que o pensamento. E lá faz tanto calor, mas tanto calor, que tudo derrete. O sol é uma explosão muito muito forte. A menina imaginou. - Mas eu já vi vários desenhos do sol. Uma bolinha com uns risquinhos em volta. - Esses risquinhos são os raios do sol. Mas na verdade os raios do sol são infinitos. - E o que são os raios do sol? - Tudo que está à volta do sol, todas as cores. É a luz que sai da explosão. Na verdade tudo que vemos são os raios do sol. A menina ficou fascinada. Mas insistiu: - Então, desenha um sol com vários desses raios. Não precisa desenhar esse sol complicado que você fala que é uma explosão. Faz uma bolinha pra mim com uns risquinhos em volta, por favor. - Faz você, falou o pai. - Me ajuda. Ele ajudou."

Posts recentes

Ver tudo

Confiança ao estar Mulher e Mãe

Estar mãe e mulher (acaba de voltar minha menstruação, menos de 4 meses após o parto) nesta época do sonho da humanidade é para a alma uma oportunidade de reconexão com a Confiança, tão perdida em nós